Em cima da hora | Mais lidas de hoje

Sábado, 23 de Agosto de 2014 | Última atualização ocorreu às 13:52hr

RSS Feeds Bookmark e Compartilhe

Família morreu soterrada após temporal de terça-feira (8).

Os corpos da mulher e dos três filhos dela mortos em um deslizamento no Morro do Socó, em Osasco, na Grande São Paulo, foram enterrados por volta das 13h30 desta quinta-feira (10) no Cemitério Santo Antônio, segundo a administração do local. Rosemeire dos Santos, de 28 anos, e as três crianças, de 3, 6 e 7 anos, morreram soterrados após o temporal de terça-feira (8).

O corpo de Rosemeire acabou encontrado no dia do acidente. Já os corpos das três crianças – uma menina e dois meninos - foram localizados na tarde de quarta-feira (9), após mais de 24 horas de trabalho das equipes dos bombeiros. Rosemeire tinha uma outra filha, que morava com a avó e não estava na casa na hora do deslizamento.

 

Durante o velório, realizado em outro cemitério de Osasco, os caixões estavam lacrados, com fotos da mãe e dos filhos sobre eles. Amigos e parentes estiveram na despedida da família. A filha de Rosemeire que não estava na casa acompanhou o velório ao lado da avó. Clarice dos Santos disse que a menina continuará morando com ela. “Se Deus quiser, enquanto eu tiver vida, minha netinha estará comigo”, afirmou.

Famílias retiradas

A prefeitura de Osasco decidiu demolir mais de 90 casas no bairro onde mãe e três filhos morreram soterrados. A área é considerada de risco para os moradores. Várias trincas no solo são sinais de que um novo acidente pode ocorrer a qualquer momento. A prefeitura derrubou 42 barracos, que estavam vazios após o deslizamento, e outros 50 serão destruídos nesta quinta-feira (10). De acordo com o Secretário de Habitação de Osasco, Sérgio Gonçalves, a área será cercada após o trabalho.


O secretário disse que a prefeitura tem um projeto para construção de moradias que retirou mil famílias do Morro do Socó. Segundo ele, existe a possibilidade de alguns moradores retirados após o acidente serem incluídos no programa de Bolsa-Aluguel do município, porque já possuíam cadastro na prefeitura.

Resgate difícil

O resgate dos corpos das crianças foi um trabalho difícil para os bombeiros. A terra que deslizou de uma altura de 70 metros estava encharcada. Eles não puderam usar máquinas, apenas pás e jatos d’água. Quatro cães farejadores auxiliaram os cerca de 80 bombeiros que trabalhavam nas buscas pelas três crianças. As equipes utilizaram 21 carros e, em cada turno, 40 pessoas trabalhavam efetivamente no resgate.
 

 

 

Orkut Tudo Agora
Siga-nos no Twitter

© 2008-2014 Tudo Agora. Seu agregador de conteúdo no Brasil.